PORTAL MOITENSE

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Tigre vira sobre o Cajuína e conquista vaga na semifinal

Tigre vira sobre o Cajuína e conquista vaga na semifinal
Zerosa Filho/CBFS

Antônio Carlos foi o autor do gol da classificação do Tigre
Moita Bonita (SE) - O Tigre (PE) ficou com a segunda vaga da semifinal do Grupo A da Liga Nordeste. Nesta quinta-feira (26/9), a equipe pernambucana encarou o Cajuína, precisando de uma vitória simples para avançar na competição. E foi com 3 a 2 no placar que o Tigre conquistou os três pontos da partida, disputada no Ginásio Governador Albano Franco, em Moita Bonita.
O triunfo colocou o time de Pernambuco na vice-liderança da chave, com três pontos. A equipe ficou atrás apenas do LEM Vento em Popa/Janjar (BA), que somou quatro pontos e assegurou a liderança. O Cajuína se despediu da competição regional com apenas um ponto.

As semifinais da Liga Nordeste estão marcadas para a sexta-feira (27/9). Todos os jogos da competição são realizados no Ginásio Governador Albano Franco, em Moita Bonita (SE).

O jogo
Na primeira grande chance da partida, Éder recebeu na frente, tirou o goleiro da jogada com um lindo drible e finalizou no alto. A bola pegou caprichosamente na trave e a defesa do Cajuína afastou o perigo.

Se a equipe pernambucana ficou no quase aos 5 minutos, no lance seguinte a rede balançou. Depois de cruzamento pela esquerda, Ivanildo apareceu livre pelo meio da área, dominou e acertou o cantinho, abrindo o marcador.

O confronto seguiu em ritmo acelerado, mas as duas equipes demonstravam bastante dificuldade para penetrar nas defesas. Em jogada de toques rápidos, Aquino conseguiu ficar cara a cara com Hérico, mas o goleiro do Cajuína conseguiu evitar o gol.

A resposta dos piauienses veio com Mardney. Ele armou contra-ataque rápido pela esquerda e lançou para Daniel, que finalizou, mas viu o goleiro Renato fazer a defesa parcial. Mardney aproveitou o rebote e conseguiu colocar para dentro, deixando tudo igual.

Mais emoção
Com as energias renovadas na etapa final, o Cajuína volta mais atento e logo alcança a virada na partida. No primeiro minuto, Mardney aproveitou cobrança de escanteio e desviou, sem chances de defesa.

Os pernambucanos seriam eliminados com o resultado, precisando correr para conseguir a vitória caso para continuar vivo na Liga Nordeste. Assim a pressão voltou a ficar do lado do Tigre, que alcançou o empate aos 6 minutos. Zanatha fez boa jogada pela ala esquerda, foi até a linha de fundo e cruzou na medida para Hugo balançar as redes.

Com goleiro-linha em quadra, o Tigre quase conseguiu a virada aos 13 minutos. Depois de longa troca de passes, a bola parou nos pés de Antônio Carlos. Ele finalizou, mas Hérico se jogou para fazer a defesa e evitar o gol praticamente em cima da linha. A bola ainda tocou na trave antes de ficar sob total domínio do goleiro.

A aposta dos pernambucanos era nas jogadas de linha de fundo, sempre terminando com um cruzamento para Antônio Carlos. O camisa 7 chegou a perder mais de uma oportunidade, porém, aos 15 minutos, ele não desperdiçou. Recebeu a bola e só teve o trabalho de empurrar para o gol.

Aí quem passou a correr atrás do resultado foi o Cajuína, que precisava pelo menos do empate para ficar com a vaga na semifinal. O time do Piauí foi ao ataque, chegou a acertar duas bolas na trave, mas os pernambucanos conseguiram segurar a pressão e avançaram como segundo lugar do Grupo A.

Balsas goleia Ipiranga e define semifinalistas

 
Moita Bonita (SE) - O Balsas/CT Falcão 12 (MA) garantiu a última vaga na semifinal da Liga Nordeste ao vencer, com uma goleada de 7 a 2, a equipe do Ipiranga (AL). O confronto ocorreu nesta quinta-feira (26/9), encerrando a primeira fase da competição regional - que está sendo sediada em Moita Bonita (SE).
O triunfo deixou o Balsas com a segunda colocação do Grupo B, atrás apenas dos donos da casa, o Moita Bonita (SE). O Ipiranga dá adeus a competição sem ter conseguido uma única vitória, com a pior campanha da Liga Nordeste.

As semifinais ocorrem na sexta-feira (27/9), todas no Ginásio Governador Albano Franco. Enquanto o LEM Vento em Popa/Janjar (BA) encara o Balsas, às 19h, a equipe do Moita Bonita tem pela frente o Tigre (PE), a partir das 20h30.

O jogo
Com tranquilidade e dominando desde o início, o Balsas começou a construir a goleada logo aos 2 minutos, com Fernando. Aos 9 minutos foi a vez de Biolay marcar o dele, aproveitando cobrança de pênalti.

Sem sofrer qualquer tipo de pressão do Ipiranga, o time do Maranhão chega ao terceiro gol. De fora da área, Formiga recebe sem marcação e arrisca o chute de esquerda. A bola morre no canto do goleiro, que ficou sem reação no lance.

Ainda sobrou tempo para sacramentar a goleada no primeiro tempo. Em cobrança ensaiada de falta, Biolay rola para Leandro, que finaliza com precisão, vendo a bola ainda rebater na trave antes de entrar. No fim, já com goleiro-linha, Fred marcou o quinto, de longa distância.

A volta do intervalo contou com o Balsas administrando o resultado. A equipe diminuiu o ritmo e o Ipiranga cresceu na partida. O time de Alagoas criou várias oportunidades, mas acabou pecando na hora de finalizar. Até que Hermety apareceu frente a frente com Thiaguinho e colocou nas redes.

O gol reascendeu o ânimo do Ipiranga. Aos 13 minutos, Ywri aproveitou cobrança de pênalti para marcar o segundo dos alagoanos, mas a reação foi freada por Muñoz e Biolay, que decretaram o triunfo.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Moita Bonita goleia e garante vaga na semifinal da Liga Nordeste


 

Moita Bonita (SE) - A equipe do Moita Bonita (SE) segue com 100% de aproveitamento na Liga Nordeste. A vítima dos donos da casa nesta quarta-feira (25/9) foi o Balsas/CT Falcão 12 (MA), que perdeu a partida pelo placar de 6 a 0. Os grandes destaques da partida foram o pivô Luciano e o ala Izavan, ambos marcaram duas vezes.

Com o resultado os sergipanos garantiram vaga na semifinal da Liga Nordeste. Com 6 pontos em duas partidas, a equipe é líder do Grupo B, enquanto Ipiranga (AL) e Balsas duelam pela outra vaga da chave. 

O jogo

Com um quarteto apertando a saída de bola e pressionando desde o início, a equipe do Moita Bonita praticamente não dá chances ao Balsas de jogar. Porém, a bola insistia em não entrar.

Foi quando o técnico José Wilson resolveu apostar na entrada de Luciano. O artilheiro da Liga Nordeste foi logo mostrando as cartas aos 8 minutos, quando recebeu na entrada da área, girou e finalizou sem chances de defesa. O próprio Luciano ampliou o marcador aos 16 minutos, após boa troca de passes da equipe da casa.

Com a vantagem construída, o Moita não diminuiu o ritmo. Aos 18 minutos, o goleiro Rogério foi avançando sem marcação, encontrou o corredor aberto e arriscou o chute. A bola balançou as redes e fechou o triunfo parcial no confronto.

Aproveitando espaços

A boa diferença construída no primeiro tempo deu ao Moita a tranquilidade para atuar na etapa final. Com o triunfo encaminhado, o time de Sergipe seguiu com esquema defensivo bem armado e tentando fechar a partida no contra-ataque. 

Quando o Balsas apostou na entrada do goleiro-linha, acabou tomando o quarto gol. Aos 11 minutos, Neto aproveitou erro na troca de passes do time do Maranhão e acertou o chute de longa distância. O Moita ainda marcou duas vezes, com Izavan, fechando a goleada.

A última rodada da Liga Nordeste ocorre na próxima quinta-feira (26/9). Já classificado, o Moita Bonita folga na rodada, esperando apenas a definição do adversário que irá encarar na semifinal. Balsas e Ipiranga duelam pela outra vaga do Grupo B, a partir das 20h30, no Ginásio Governador Albano Franco. Antes, Cajuína (PI) e Tigre (PE) fazem a 'decisão' de quem irá passar no Grupo A, às 19h, no mesmo dia e local.


terça-feira, 24 de setembro de 2013

Sobrinho de Bosco Costa sofre princípio de infarto e é socorrido.

                          


O médico Wagner Costa, sobrinho do presidente do Detran/SE, Bosco Costa, sofreu um princípio de infarto  na tarde desta terça-feira (24), e seguiu  para o hospital de Itabaiana.
Wágner foi socorrido pela unidade hospitalar e após averiguação, foi detectado pelos médicos de plantão um infarto, logo em seguida o mesmo foi medicado e transferido por uma ambulância UTI móvel para a capital do estado.
As primeiras informações davam conta de que teria sido o helicóptero da polícia que teria feito à transferência, mas não foi necessário a utilização do mesmo, já que o caso estava sendo contornado. A aeronave sobrevoava em Itabaiana a procura de bandidos chegou a pousar no solo itabaianense com o intuito de salvar uma vida, mas não precisou ser utilizada. 

Cajuína e LEM Vento em Popa estreiam com empate na Liga NE

Zerosa Filho/CBFS

Equipes não saíram do empate na estreia da competição

Moita Bonita (SE) -Bastante movimentado e de muita marcação. Foi assim o duelo de estreia da Liga Nordeste, nesta terça-feira (24/9), na cidade de Moita Bonita (SE). Em quadra, Cajuína (PI) e LEM/Vento em Popa/Janjar (BA) mostraram muita correria e qualidade, ficando com 1 a 1 no placar do Ginásio Governador Albano Franco. 

Integrantes do Grupo A, as equipes dividem a liderança da chave, com um ponto cada. O Tigre (PE), outro clube do grupo, ainda não atuou na Liga Nordeste, tendo estreia marcada para a quarta-feira (30/9).

O Jogo

Em um confronto de muita igualdade no primeiro tempo, saiu na frente a equipe que mostrou oportunismo. Pouco depois da metade da etapa inicial, Alan Bahia aproveitou jogada ensaiada de escanteio, ficou livre, sem marcação, e só teve o trabalho de empurrar para as redes.

No segundo tempo, o Cajuína reagiu. Melhorou e passou a pressionar em quadra. Lavosier foi extremamente exigido e ia correspondendo. Até que Mardney acertou um belo chute e conseguiu deixar tudo igual no placar. O confronto ficou novamente com um ritmo acelerado, e o Cajuína seguiu mostrando um volume maior no ataque. Porém, o placar seguiu inalterado até o apito final.

Na próxima rodada da Liga Nordeste, o Cajuína terá pela frente o Tigre, a partir das 19h. O outro confronto do dia será entre a equipe da casa, Moita Bonita (SE) diante do Balsas/CT Falcão 12 (MA).

Luciano marca e Moita Bonita vence na estreia da Liga Nordeste

                                                                  Zerosa Filho/CBFS

Luciano comemora o gol que deu mais tranquilidade aos donos da casa

Moita Bonita (SE) - O A. C. Moita Bonita (SE) estreou com o pé direito na Liga Nordeste. Nesta terça-feira (24/9), os donos da casa largaram com 3 a 1 no placar diante do Ipiranga (AL), no Ginásio Governador Albano Franco, em Moita Bonita (SE). 

Com a vitória, o time de Sergipe assume a ponta do Grupo B da competição, com 3 pontos somados. O Ipiranga fica na lanterna da chave, que ainda conta com o Balsas/CT Falcão 12 (MA), mas os maranhenses ainda não estrearam na competição regional.

O jogo 

Animados com a estreia e a boa presença nas arquibancadas, o time de Moita Bonita inicia pressionando e logo abre o placar, com uma forte finalização de Hiltinho, aos 3 minutos. 

Os sergipanos não diminuem o ritmo e seguem pressionando. Depois de várias tentativas, Fabinho, aos 9 minutos, consegue ampliar o marcador. Ainda na etapa inicial, Luciano completou cruzamento vindo da ala direita para marcar o terceiro dos donos da casa.

Depois do intervalo, o Ipiranga voltou mais ativo e conseguiu diminuir logo no primeiro minuto. Em jogada pelo meio, Loloco acertou finalização sem chances de defesa para Rogério. O jogo ganhou novas emoções, mas o time de Alagoas não conseguiu reverter a situação e acabou amargando a derrota na estreia.

Na próxima rodada, quarta-feira (25/9), o time do Moita tenta manter a invencibilidade diante do Balsas/CT Falcão 12, às 20h30. O Ipiranga folga neste dia, voltando a atuar na quinta-feira (26/9), também contra os alagoanos, às 20h30. Todos os jogos da Liga Nordeste ocorrem no Ginásio Governador Albano Franco.


terça-feira, 17 de setembro de 2013

Alterada tabela da Liga Nordeste de Futsal


A Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS) alterou a tabela da Liga Nordeste em razão da desistência da equipe do Catolé da Paraíba. Com isso foi adiada a estreia do torneio para o dia 24 de setembro. As chaves também mudaram e, consequentemente, os confrontos da primeira fase.

Alterada tabela da Liga Nordeste de FutsalA nona edição do torneio regional mais uma vez acontecerá na cidade de Moita Bonita, interior de Sergipe. A disputa reúne os principais times de futsal do Nordeste no período de 24 a 28 de setembro.

Com as mudanças, o grupo A ficou com o Cruzeiro-RN, Vento em Popa-BA, Maracanã-CE e Balsas-MA. Já o grupo B tem Real Moitense-SE, Cajuína-PI, Tigre-PE e Ipiranga-AL.

No dia 24 de setembro, Cruzeiro e Vento em Popa dão o pontapé inicial, às 16h. Em seguida, Cajuína e Tigres medem forças; a terceira partida do dia é entre Maracanã e Balsas. Os donos da casa (Real Moitense) estreiam diante do Ipiranga na última partida da rodada inaugural.


sábado, 7 de setembro de 2013

07 de Setembro - Independência do Brasil

Independência do Brasil: processo histórico culminado com a proclamação de Dom Pedro I. 

A independência do Brasil, enquanto processo histórico, desenhou-se muito tempo antes do príncipe regente Dom Pedro I proclamar o fim dos nossos laços coloniais às margens do rio Ipiranga. De fato, para entendermos como o Brasil se tornou uma nação independente, devemos perceber como as transformações políticas, econômicas e sociais inauguradas com a chegada da família da Corte Lusitana ao país abriram espaço para a possibilidade da independência.

A chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil foi episódio de grande importância para que possamos iniciar as justificativas da nossa independência. Ao pisar em solo brasileiro, Dom João VI tratou de cumprir os acordos firmados com a Inglaterra, que se comprometera em defender Portugal das tropas de Napoleão e escoltar a Corte Portuguesa ao litoral brasileiro. Por isso, mesmo antes de chegar à capital da colônia, o rei português realizou a abertura dos portos brasileiros às demais nações do mundo.

Do ponto de vista econômico, essa medida pode ser vista como um primeiro “grito de independência”, onde a colônia brasileira não mais estaria atrelada ao monopólio comercial imposto pelo antigo pacto colonial. Com tal medida, os grandes produtores agrícolas e comerciantes nacionais puderam avolumar os seus negócios e viver um tempo de prosperidade material nunca antes experimentado em toda história colonial. A liberdade já era sentida no bolso de nossas elites.

Para fora do campo da economia, podemos salientar como a reforma urbanística feita por Dom João VI promoveu um embelezamento do Rio de Janeiro até então nunca antes vivida na capital da colônia, que deixou de ser uma simples zona de exploração para ser elevada à categoria de Reino Unido de Portugal e Algarves. Se a medida prestigiou os novos súditos tupiniquins, logo despertou a insatisfação dos portugueses que foram deixados à mercê da administração de Lorde Protetor do exército inglês.

Essas medidas, tomadas até o ano de 1815, alimentaram um movimento de mudanças por parte das elites lusitanas, que se viam abandonadas por sua antiga autoridade política. Foi nesse contexto que uma revolução constitucionalista tomou conta dos quadros políticos portugueses em agosto de 1820. A Revolução Liberal do Porto tinha como objetivo reestruturar a soberania política portuguesa por meio de uma reforma liberal que limitaria os poderes do rei e reconduziria o Brasil à condição de colônia.

Os revolucionários lusitanos formaram uma espécie de Assembleia Nacional que ganhou o nome de “Cortes”. Nas Cortes, as principais figuras políticas lusitanas exigiam que o rei Dom João VI retornasse à terra natal para que legitimasse as transformações políticas em andamento. Temendo perder sua autoridade real, D. João saiu do Brasil em 1821 e nomeou seu filho, Dom Pedro I, como príncipe regente do Brasil.

A medida ainda foi acompanhada pelo rombo dos cofres brasileiros, o que deixou a nação em péssimas condições financeiras. Em meio às conturbações políticas que se viam contrárias às intenções políticas dos lusitanos, Dom Pedro I tratou de tomar medidas em favor da população tupiniquim. Entre suas primeiras medidas, o príncipe regente baixou os impostos e equiparou as autoridades militares nacionais às lusitanas. Naturalmente, tais ações desagradaram bastante as Cortes de Portugal.

Mediante as claras intenções de Dom Pedro, as Cortes exigiram que o príncipe retornasse para Portugal e entregasse o Brasil ao controle de uma junta administrativa formada pelas Cortes. A ameaça vinda de Portugal despertou a elite econômica brasileira para o risco que as benesses econômicas conquistadas ao longo do período joanino corriam. Dessa maneira, grandes fazendeiros e comerciantes passaram a defender a ascensão política de Dom Pedro I à líder da independência brasileira.

No final de 1821, quando as pressões das Cortes atingiram sua força máxima, os defensores da independência organizaram um grande abaixo-assinado requerendo a permanência e Dom Pedro no Brasil. A demonstração de apoio dada foi retribuída quando, em 9 de janeiro de 1822, Dom Pedro I reafirmou sua permanência no conhecido Dia do Fico. A partir desse ato público, o príncipe regente assinalou qual era seu posicionamento político.

Logo em seguida, Dom Pedro I incorporou figuras políticas pró-independência aos quadros administrativos de seu governo. Entre eles estavam José Bonifácio, grande conselheiro político de Dom Pedro e defensor de um processo de independência conservador guiado pelas mãos de um regime monárquico. Além disso, Dom Pedro I firmou uma resolução onde dizia que nenhuma ordem vinda de Portugal poderia ser adotada sem sua autorização prévia.

Essa última medida de Dom Pedro I tornou sua relação política com as Cortes praticamente insustentável. Em setembro de 1822, a assembleia lusitana enviou um novo documento para o Brasil exigindo o retorno do príncipe para Portugal sob a ameaça de invasão militar, caso a exigência não fosse imediatamente cumprida. Ao tomar conhecimento do documento, Dom Pedro I (que estava em viagem) declarou a independência do país no dia 7 de setembro de 1822, às margens do rio Ipiranga.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

III Passeio Ciclistico do Djenal


 

Nesta sexta-feira, 06 de setembro, o Colégio Estadual Djenal Tavares de Queiroz realizará a 3ª "bicicletada" pelas principais ruas da cidade em comemoração a Independência do Brasil. O evento contará com a participação do Colégio Antônio Barreto de Lima. 
 
O circuito terá início as 08h00min e duração de 1 hora. Logo após, no colégio, haverá uma gincana cultural que envolverá os alunos no contexto da história de nossa independência. A participação dos alunos será de grande valia, pois através desse evento, a equipe escolar irá divulgar os projetos - I jogos abertos do Djenal e a VI Gincana Literária - para população moitense.

Os alunos que participarem ganharão uma "bonificação" - 0,5 a 1,0ponto. 

Com isso, toda a equipe docente convoca a comunidade escolar a participar deste grandioso evento. Traga sua bicicleta e venha comemorar com a gente a Independência de nossa Pátria Brasil. "Ó Pátria amada, Brasil!"

O PORTAL JOVEM ESPORTES FARÁ UMA COBERTURA ESPECIAL!

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

CBFS solicita policiamento para Liga Nordeste de Futsal




A Confederação Brasileira de Futsal (CBFS) enviou ofício ao comando da Polícia Militar de Sergipe solicitando policiamento para a Liga Nordeste de Futsal, que acontecerá na cidade de Moita Bonita no período de 22 a 28 de setembro, no Ginásio de Esportes Albano Franco.

O evento contará com a participação de nove equipes na categoria principal masculina, sendo que todos os estados da região terão um representante.

O campeão da Liga Nordeste conquistará uma vaga para disputar a Superliga de Futsal, que pela primeira vez será realizado em Aracaju de 09 a 14 de dezembro.

“A Polícia Militar do Estado de Sergipe, ao longo dos anos, sempre colaborou com os eventos promovidos pela CBFS, inclusive na atual administração do Coronel Maurício Iunes”, pontuou o vice-presidente da CBFS, Renan Tavares.

Real Moitense volta aos treinos nesta segunda visando Liga do Nordeste

Foto: Real Moitense volta aos treinos de olho no Bi da Liga Nordeste !!

O município de Moita Bonita já está pronto para receber a nona edição da Liga do Nordeste de Futsal, que acontece nos dias 22 a 28 de setembro. Agora é o Real Moitense, time da cidade quem iniciou os preparativos para a competição na última segunda-feira (02/09).

- A expectativa é muito boa. Começamos o ano abençoado, duas competições e campeão nas duas. O bi da Liga sempre esteve em meus planos e não podemos deixar passar esta oportunidade outra vez - disse Wilson Mendonça, técnico do Real Moitense.


A equipe é basicamente a mesma que venceu o Campeonato Sergipano este ano. Apenas o ala Leleco trocou os moitenses pelo Central-PE. Se um saiu, cinco foram contratados. Reforçam o time os alas Fabinho, ex-Confiança; e Alex Maradona, ex-Lagarto; os pivôs Neto Negão, ex-Itaporanga; Dieguinho, ex-Confiança; e Juliano, ex-Mega Forma.

A estreia do Real Moitense será no dia 28, contra o Maracanã, no Ginásio Albano Franco. Os moitenses estão no grupo B, ao lado do Maracanã-CE, Tigre-PE, Ipiranga-AL e Cajuína-PI. Na outra chave estão Cruzeiro-RN, Balsas-MA, Catolé-PB e Ajax-BA.

TJD determina continuidade de jogo entre Real Moitense x Lagarto



Em julgamento nesta terça-feira, o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) determinou a continuidade do jogo entre Real Moitense e Lagarto válido pela decisão do Campeonato Sergipano de Futsal. Na ocasião, a partida foi suspensa por falta de segurança após uma confusão na arquibancada. O time de Moita Bonita vencia o confronto por 2 a 0 e ainda restavam 15 minutos e 27 segundos para o fim do segundo tempo.

Com a decisão do TJD, a Federação Sergipana de Futsal vai informar nos próximos dias a data, horário e local para que as equipes disputem o tempo restante da final. Ainda segundo a justiça desportiva, o duelo deve ocorrer em quadra neutra e com portões fechados.
Para o presidente da FSFS, Manuel Cruz, a decisão do tribunal já era esperada. “Agora vamos cumprir o determinado e marcar a continuidade do jogo, ainda que os dirigentes de Lagarto tenham manifestado o interesse de desistir do campeonato”, destacou.
De acordo com Manuel Cruz, o time lagartense pode ser punido por tal razão. “No Regulamento Geral, art 39, diz que, como o campeonato estava em andamento, é cancelada a participação da equipe este ano e ela fica fora das competições durante dois anos após essa desistência”, explicou.
Caso os lagartenses não compareçam ao novo jogo, o Real Moitense vencerá por WO, e por tabela, conquistará a taça de campeão sergipano 2013.

Da Assessoria de Imprensa FSFS

domingo, 1 de setembro de 2013

De olho no Enem.

Olá alunos e alunas internautas. O Portal Jovem Esportes, a partir de hoje até a última semana do Enem, irá trazer assuntos de Educação Física que podem aparecer na prova de Linguagens e Códigos e Suas Tecnologias. A cada semana será postado um tema acompanhado ou não de uma questão. Além disso, no mês de Outubro disponibilizaremos um tema para redação ligado a educação física. Essa, por sua vez, será publicada no blog, para os internautas visualizarem e apresentarem uma "nota". Esperamos que as postagens deem efeito e ajudem muitos na prova do Enem. Gostaram da ideia? Divulguem com seus amigos. Compartilhem conhecimentos. Comentem! 

A EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA
 

A Educação Física é uma atividade dinâmica que contribui na formação ampla dos sujeitos, em seu aspecto social, bem como no desenvolvimento de seu lado individual, através de oportunidades lúdicas que proporcionam equilíbrio entre corpo, mente e espaço. Desenvolve as habilidades motoras de qualquer sujeito, além de manter elementos terapêuticos, sejam eles emocionais ou físicos.

O surgimento da educação física se deu desde os tempos primitivos, quando o homem necessitava correr dos animais predadores, pular para pegar alimentos, carregar pesos, arremessar objetos para caçar etc. Aos poucos, percebeu que seu preparo físico garantiria melhores condições de vida, tanto para trabalhar, interagir e se divertir. Nas práticas esportivas, nos jogos recreativos ou nos jogos com disputas, os participantes aprendem a lidar com sentimentos de perda, frustração, ansiedade, paciência, respeito ao próximo, dentre outros, além de ter que aprender a esperar sua vez.

O trabalho pedagógico desenvolvido na Educação Física deve estar voltado para a construção da cidadania dos sujeitos, formando elementos críticos e participativos no meio social em que estão inseridos. Seu objetivo principal deve ser de que o aluno “adquira a qualificação sociocultural necessária para promover o desenvolvimento de uma racionalidade crítica, autônoma e participativa”.